01/03/2015

Postagem #05 – Blogagem Literária Coletiva – Projeto BLC



Esta postagem faz parte do Projeto Blogagem Literária Coletiva ou simplesmente Projeto BLC, promovido pelos Blogs Monykisses e Diário de uma Livromaníaca.

EM UM LIVRO QUALQUER...

Um belo dia você acorda e percebe que está “dentro de um livro". Mas não um livro qualquer, um de seus livros preferidos e mais, você é um dos personagens! E agora? O que fazer? Gritar? Chorar? Se desesperar? Nada disso! Afinal de contas você sabe como termina essa história.

Então você corre para procurar a saída e descobre que só poderá voltar para o mundo real quando reescrever um trecho da história, pelo seu ponto de vista. Ou seja, agora você é um dos personagens, o que você faria em determinada situação?

Escolha aquele trecho que te incomodou, que te deu vontade de fazer diferente. Pronto? Ok, agora é só contar em detalhes, como você agiria, qual seria sua reação, o que você faria caso estivesse vivenciando aquela situação.

Vamos nos aventurar? Esta é a sua chance de beijar aquele gato, de conhecer aquele País deslumbrante, de ser uma princesa ou príncipe ou simplesmente de puxar o tapete daquela sem noção que só foi escrita para nos perturbar. Todos prontos? Encontro vocês no mundo real, ou não... :D

ATENÇÃO! Algumas postagens podem conter SPOILERS.


Meu livro escolhido foi O Livro do Amanhã de Cecelia Ahern, um livro muito bem escrito, que eu amei e logo teremos resenha dele por aqui. Para quem não leu ele ainda, na minha versão teremos um pequeno SPOILER, nada que interfira de forma grave no enredo, mas trata-se de algo que me incomodou bastante. Na página 28 aconteceu um fato que em minha humilde opinião, deveria ter uma continuidade no restante do livro. Vamos lá?

“Eu sou Tamara Goodwin e estou no enterro do meu pai. Eu já vivenciei tudo isso e sei o que vai acontecer. Aqui estão todos os alunos da minha turma da conceituada St Mary’s, poucos são meus amigos, o restante está aqui pelo simples fato de que terão o restante do dia livre. Mas na verdade eu sei que ninguém aqui se importa verdadeiramente com o fato de eu ter perdido meu pai de forma tão dolorosa.

Apenas uma pessoa demonstrará sentimento pela minha perda e essa pessoa é Fiona, a esquisita da minha sala. Ela está se aproximando, sei o que vai fazer, não consigo conter as lágrimas que insistem em correr de meus olhos e ela me abraça. Um abraço forte e reconfortante. Tamara não deu importância a este gesto, mas agora, eu sou Tamara e agradeço o gesto de carinho e o cartão da família com o número de seu celular além de ter me dado um livro de presente, mas não um livro qualquer o seu livro preferido.

Tamara não ligou para ela, apesar de se sentir tentada a fazê-lo em determinados momentos. Mas a Tamara-Monika sabe que Fiona teria sido uma excelente amiga e que ela me ajudaria a desvendar meus segredos mais facilmente, ou mesmo me daria forças nos momentos em que mais precisei.

Avanço alguns capítulos e já estou na casa de meus tios. De posse do cartão que Fiona me deu no dia do enterro de meu pai, vou para a cozinha de Rosaleen, pego o telefone e disco aqueles números escritos de forma tão arredondada. Uma voz atende do outro lado da linha...

- Alô, Fiona?”


E essa foi minha postagem do mês, espero que tenham gostado. Até a próxima!

Kisse da Mony.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout exclusivo do blog - Monykisses | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©